Badu's caos!

Just another WordPress.com weblog

Admirável notoriedade (Ou anonimato) março 18, 2010

Estive pensando em como é engraçado esse contexto de admiração, às vezes conhecemos uma pessoa há anos e não a admiramos e alguém que conhecemos ontem nos causa tamanha admiração que fica dificil não expressar…

É claro que é relativo, pois cada indíviduo tem seus aspectos próprios que mais nos atraem ou afastam, cada um gosta de coisas diferentes é claro! Mas já me peguei, algumas vezes, admirando em alguém aspectos que antes me incomodavam e é impressionante como as atitudes das pessoas nos fazem ver as coisas sob uma nova perspectiva.

Aprendi a apreciar indivíduos com características bem fortes e marcantes, pessoas que falam o que pensam sem medo de serem julgadas, pessoas que fazem o que tem vontade independente dos obstáculos, como é bom conversar com pessoas eloquentes, como é bom ler textos bem escritos nos blogs dos amigos, como é maravilhoso conviver com pessoas espontâneas que fazem piadas das adversidades e não se deixam abater. Que se esforçam para atingir seus objetivos, mesmo que não sejam tão louváveis assim…

Às vezes detalhes ínfimos já são por sí só o tempero dessa admiração que tende a crescer a cada pequeno gesto, a cada pequeno olhar, uma frase bem colocada, um sorriso silencioso, um afago despreocupado… Mensagens inesperadas de bom dia!

Não sei se sou neurótica – é bem provável! –  mas às vezes fico triste quando o celular não toca, quando não tem mensagem, quando o msn está sem nenhuma janelinha aberta, acho que nesses momentos me sinto realmente solitária. É tão bom receber, quando menos esperamos, aquele sinalzinho de mensagem no celular, não importa se é um “bom dia”, um “oi tudo bem?”, o que importa é a lembrança, o fato de naquele momento, passarmos despreocupadamente pela cabeça de alguém que realmente e singelamente se importa.

Mais gostoso ainda é quando esse remetente da mensagem é alguém a quem consideramos – por preconceito admito – improvável de fazê-lo. Tão bom ser surpreendido com ações provenientes de pessoas que não podíamos imaginar.

O engraçado é que justamente, são nesses momentos que conhecemos as pessoas, nesses momentos percebemos a essência de cada ser humano, através dos pequenos sinais aos quais estão aptos a transmitir. E esses sinais são tão importantes.

Os sinais são fundamentais para as relações humanas, nos mostram o momento certo de avançar e o momento ideal para “pisar no freio”. Nos mostra o quanto subestimamos outros indivíduos, nos mostra o quão fracos podemos ser diante da dor ou felicidade alheia.

Sim! Felicidade! Por que ficamos constrangidos diante da felicidade alheia? Por que ficamos constrangidos diante de um casal de namorados se beijando? Por que ficamos constrangidos de sair por ai sem uma companhia, quando na verdade o que queremos é estar sozinhos naquele momento?

O fato é que existem pessoas que incrívelmente despertam nos outros essa admiração, parece que exalam essas qualidades e se tornam pessoas naturalmente interessantes. Conheço pessoas assim! Mais de uma até! É incrível! Conheço pessoas que aonde vão chamam atenção. Os outros olham com encantamento sem nem ao menos conhecer, não que sejam perfeitos, ou façam o tipo impecável, pelo contrário são pessoas normais, com defeitos e qualidades, com características próprias e em particular algumas que até causariam estranheza nos com mente menos aberta.

Mas contrariando as expectativas, o primeiro olhar é sempre de admiração e curiosidade, mesmo que em seguida o comportamento ou a educação não sejam agradáveis como imaginavam. Que inveja! Rs rs…

Eu, particularmente, nunca causei esse tipo de olhar, sempre fui do tipo que atrai primeiros olhares negativos, sempre causei nas pessoas impressões bem diferentes do que sou, sempre ganhei antipatia e as pessoas sempre me taxaram como metida, como aquela garota fresca e chata.

Os amigos que fiz ao longo da vida, sempre precisaram quebrar este tabu inicial e olhar mais atentamente para uma amiga diferente, dedicada e engraçada. Mas em compensação esses amigos são para sempre, mesmo que tenhamos que lidar com a distancia ou outros impecílios.

Existem pessoas, como eu costumo observar, que nasceram para serem amadas por todos, respeitadas, idolatradas, existem pessoas que nasceram para o mundo… Que nasceram para brilhar… E existem pessoas, como eu, que nasceram para poucos e bons, para o anonimato, pessoas que ao longo da vida, são odiadas sem porquês,  e igualmente amadas, pessoas que nunca estão com o saldo positivo, a balança nunca está equilibrada, sempre pesa para um lado ou outro.

Não acredito que isso seja uma questão de gênio ou de características, acho que é mais uma questão de posicionamento! Pessoas como eu, nunca estão em cima do muro e nunca passam a mão na cabeça dos outros, pessoas como eu, são leais e letais! Pessoas como eu, nunca entram na vida de alguém sem trazer um pouco de tempero – geralmente carregado na pimenta – são pessoas provocativas, polêmicas e intrigantes. Estamos sempre à margem das regras. Tripudiamos com elas! Tripudiamos com nossas medíocridades e sentimentos.

Nunca estamos realmente felizes ou realmente tristes e nunca em hipótese alguma nos deixamos realmente influenciar, embora muitas vezes pareça que estamos nos rendendo a isso ou aquilo. Somos tinhosos e persistentes e não exitamos quando o assunto é o que queremos. Firmes e até duros, mas sem medo de chorar tudo o que for preciso.

Mas também, nunca esperem de nós, os tais que nascemos para o anonimato, palavras falsas ou meios sorrisos, nunca esperem de nós imparcialidade ou hipocrisia, somos feitos de sangue quente, de destinos previsíveis, somos capazes de grandes atitudes insólitas. Mas não nos subestimem jamais, pois somos principalmente agressivos quanto aos nossos desejos e incansáveis em nossos ideias. 

Decidam se conseguem conviver com o que somos! Com o que sou!

Anúncios
 

10 Responses to “Admirável notoriedade (Ou anonimato)”

  1. Samuel Says:

    Posso te dizer que pela vontade, pelo carinho e pela sinceridade eu tinha tudo pra não ser um anônimo atualmente!

    Porém a falta de coragem para um sms, para uma ligação ou até mesmo para um convite, me faz mais do que um anônimo, me faz um idiota … Mas ao menos um idiota com o mínimo de coragem o suficiente para escrever meu nome, e deixar bem claro para você quem eu sou 🙂

  2. Ulisses Says:

    Luiz,

    desde quando ser cobarde é bonito?
    quem luta as nossas guerras?
    quem não vai atrás do que quer e se deixa ficar só vendo, onde está a beleza?
    beleza é, pelo menos, tentar, ir à luta, dar o peito e o sangue, a força e a coragem até já não se suspirar mais, até acabar o vento interior.

    • mjrjr09 Says:

      Ulisses,

      Existem algumas questões em que a única forma de enxergarmos uma saída sensata é abrindo mão de tolas amarras. E o primeiro passo para que isso aconteça, é reconhecer o erro. Reconhecer a falha e ter coragem, não para ludibriar os outros com “gritos de guerra”, mas ter consciência de toda a sua fragilidade. Covardia não é sinal de fraqueza, desistir sim! E é preciso o dobro de coragem dos que julgam para reconhecer o próprio erro em público.

      Até porque existem momentos, e momentos. Eu poderia citar uma série de inúmeros pontos divergentes para hesitar em momentos como este, mas seriam desnecessários.

      … ou talvez, sopros gratuitos aos ventos.

  3. Ulisses Says:

    Manu, não posso comentar o que não conheço. Adorei o texto, embora me pareça, aqui e além um pouco exagerado nas considerações que fazes de ti (só pareça), mas como não conheço, fico por aqui.

  4. Manu Parise Says:

    Ulisses querido, acredite, as considerações obviamente são representadas de maneira lírica, talvez apresentem-se no cotidiano, mais ou menos acentuadas de acordo com a situação, no entanto, adquiri um conhecimento próprio realista o suficiente para dizer que é exatamente assim que sou! Mas não se ofenda ou se incomode ao ler uma auto-crítica ou auto-consideração tão rude e objetiva, não há mal em entender seus defeitos e assumí-los diante de uma perspectiva de que dificilmente as pessoas mudam gratuitamente.

  5. Eu Says:

    Soh quero dizer q ñ vejo mal no seu jeito
    Personalidade nunca fez mal p/ninguem
    Continue desse jeito e ñ vai encontrar portas fechadas

    Bj

  6. mjrjr09 Says:

    Mais do que nunca estas palavras me reconfortaram. Saciaram algumas dúvidas e explanações. Vou confessar que nem sempre eu gosto de andar com os pés no chão. Exímio texto! Exposição clara de pensamentos sob medida. Denunciar-se em doses abusivas é realmente uma delícia. Amo-te-amo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s